REJEITADO PELOS JUDEUS

Porque os Judeus rejeitaram o Messias Yahushua?

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32)

Com esta frase o Messias pediu a aqueles que o ouvia para prestar muita atenção em tudo que Ele iria revelar porque ele tinha uma grande missão aqui neste mundo, ele tinha um plano de salvação que custaria a sua própria vida.  Este Plano foi traçado deste a fundação do Mundo pois YAHUH o Pai Onisciente sabia e assistia tudo o que se passava com o homem desde de o principio.

Ele queria que todos conhecessem a verdade para serem libertos de uma grande mentira que estava na mente e no coração dos homens por varias gerações e esta mentira tirava totalmente do homem, o direito de entrar no reino de Deus por um simples motivo a falta de Amor, porque Deus é AMOR.

“Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. “ (1João 4:7-8).

O Amor e a Misericórdia de Cristo bateu de frente com o Velho Testamento,  o próprio João Batista que foi o maior profeta do Velho Testamento: “Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João Batista” (Mt.11:11).
João Batista não seguiu a Cristo porque não acreditou que Yahushua era o verdadeiro Messias por causa do seu amor, caridade e misericórdia e mandou discípulos perguntar para Yahushua se era ele verdadeiramente o Messias de Israel: “E Yahushua, respondendo, disse-lhes: Ide, e anunciai a João as coisas que ouvis e vedes: Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados e aos pobres é anunciado o Evangelho” (Mt.11:4-5).

Da mesma Forma os Yahudym (povo Judeu), esperava que Yahushua cumprisse as profecias que falavam sobre Ele no Velho Testamento,   Mas Yahushua rejeitou as profecias messianicas, pois o seu plano era de salvação e revelar a verdade sobre o Velho Testamento.

Os Judeus queriam que Yahushua cumprisse também o que estava Escrito no Salmo de Davi e levasse ao povo de Israel a governar e dominar todas as nações da Terra (Salmos2:8-9) “Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão. Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.”    Porem Yahushua rejeitou isto dizendo que o desejo de Seu Pai era que todas as Nações fossem filhos.

Os Judeus queriam que Yahushua fosse nascido da geração de Davi, por parte de pai, do Rei Davi (Genêsis 49:10 e Isaías 11:1). Mas como projeto de YAHUH o Pai de YAHUSHUA, Ele nasceu de uma mãe virgem e portanto, José foi apenas o pai adotivo do Messias então com esta estratégia de salvação YAHUH quebrou o reinado de Elohim e Yahushua o Cristo Salvador não foi descendência do Rei Davi.

Yahushua também não cumpriu (Ezequiel 37:26-28) Construirá o Terceiro Templo e nem (Isaías 43:5-6) Reunirá todos os Judeus de volta na Terra de Israel.

Os Judeus rejeitaram a Yahushua porque as profecias diziam que Ele sentaria no trono de Davi e seria o Rei dos Judeus,  mas Yahushua renunciou o trono de Davi e se negou ser o Rei somente dos Judeus para ser o Rei de Todas as Nações da Terra,  pouco antes de partir deste mundo Ele disse a Pilatos: “O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui” (Jo.18:36).   Ao dizer isto, Cristo renuncia ser o Messias do deus do Velho Testamento segundo a carne; renuncia o trono de Davi; renuncia a carne com as suas tentações, renuncia o sacerdócio Levítico. Cristo havia consumado a obra que Ele veio fazer. Ele estava voltando para o Pai YAHUH. Cristo renunciava a lei e os profetas pois, Lucas disse: “A Lei e os Profetas duraram até João Batista; desde então é anunciado o Reino de Deus, e todo homem emprega forças para entrar nele” (Lucas.16:16).

Se fizermos um estudo detalhado das Escrituras Sagradas iremos perceber que Yahushua nunca concordou com o Deus revelado no Velho Testamento e muito menos concordou com suas leis.  Para ser ouvido pelo povo Judeu e também poder pregar no Templo.

YAHUH o Pai do Messias traçou um plano Maravilhoso, Perfeito de Salvação e Libertação do povo do Velho Testamento e de suas Leis.

Como as Escrituras Sagradas foram adulterada pelos próprios Judeus, vejam nosso estudo AS ESCRITURAS SAGRADAS,  Depois as versões da Bíblia João Ferreira de Almeida, teve também os nomes generalizados pois todos os Nomes referente as ações dos deuses no Velho Testamento foram adulterados para SENHOR,  devido a isso não conseguimos identificar quando que é Elohim e quando que é YAHUH que esta agindo,  mas se prestarmos atenção nas palavras de Yahushua no Novo Testamento e Confrontarmos com o Velho Testamento poderemos identificar com facilidade a diferença de caráter do ser espiritual Elohim e YAHOH o Pai revelado por Yahushua,  então aqui vamos ajudar primeiramente mostrando ao leitor as bases escriturais das Escrituras originais Hebraicas.

Primeiramente vamos apresentar o Pai anunciado e representado por Yahushua que teve seu nome adulterado para Jesus em boa parte do Mundo, vamos agora conhecer um pouco de Hebraico a respeito do Nome verdadeiro do Pai e do Filho o Messias

paifilho

 

Significado dos Nomes transliterados

YAHUH  =  PAI  O ALTISSIMO

SHUA    =  SALVAÇÃO

O nome do Filho  significa o Pai traz a salvação

Yahushua

YAHUSHUA   Lê-se   IARRUSHÚA

A Bíblia Hebraica original nos revela que Existe um Pai Altíssimo, Eterno, Poderoso, Onisciente e Onipresente e seu Nome é representado no Tetragrama Sagrado como YHVH ou YHWH, pronuncia-se YAHUH.

      

Os Yahudym (povo judeu), mudaram seu Nome para que os outros povos da terra não o conhecesse e não invocassem o poder que está no Seu Nome, posteriormente o nome teve outras variações para YaHVeH (vertido em português para Javé), ou YeHoVaH (vertido em português para Jeová),  

Mas as Escrituras Sagradas também revelam um outro Ser Espiritual que se manifesta no Velho Testamento cujo o nome é ELOHIM, este ser Espiritual agiu como Deus pelos homens do Velho Testamento e seu caráter é bem diferente de YAHUSHUA e de seu Pai YAHUH

Na Septuanginta o nome RUKHA ULHIM foi adulterado para ELOHIM. O “EL“, que, como é do conhecimento de quem lê as Escrituras Sagradas, trata-se de um ídolo pagão da mitologia babilonico-caldeia, de cuja idolatria também advém o culto pagão a “BAAL”, o qual seria filho de “EL”. 

As Escrituras se referem com clareza a este outro Ser Espiritual Eterno ELOHIM, o qual não é YAHUH (IÁRRU), o Criador Pai, e nem YAHUSHUA (IARRÚSHUA), o Filho.  Este outro Ser é igualmente referido como ULHIM,  Agora, mais do que nunca, a tradução de ELOHIM como “O Ser Eterno” fará mais sentido, para quem analisa as Escrituras, teremos que nos revestir de um Clamor ao Espirito Santo de Sabedoria de YAHUSHUA para que sejamos livres da cegueira espiritual para entender a diferença de comportamento do Pai revelado por Yahushua e de ELOHIM o deus revelado no velho testamento.

Veja abaixo a representação de ELOHIM nas Escrituras Sagradas Hebraica. Este nome se pronuncia (ELORIM) em caracteres hebraicos modernos, com os respectivos sinais massoréticos de modo a representar a correta pronúncia do Nome:

rukha-ulhim

Veja as referências no livro de Gênesis Capitulo 1, nas Escrituras Sagradas em Hebraico abaixo para que possamos examinar a representação e ação do Espirito de Elohim.

Os versos hebraicos que se seguem evidenciarão isso com toda a clareza. Clique na imagem para visualiza-la com melhor nitidez

Genesis-cap1

Neste verso acima, no segundo verso de Gênesis 1, pela primeira vez, aparece o ser eterno ULHIM que  é mencionado nominalmente nas escrituras. Elohim aqui já é mencionado como sendo ULHIM, não se tratando do Criador Pai, YAHUH e nem do Filho YAHUSHUA.

1samuel

Os Judeus acreditavam que existiam vários deuses legítimos

Os Judeus ou Israelitas  foram o povo pactuado de ELOHIM e como tal reconheciam que o termo “Deus/ deus” não era uma palavra específica para designar o Deus Todo Poderoso. Por exemplo, Moises foi chamado de “Deus/deus” em (Exodo 7:1).

Moises

Quem chamou Moisés de “Elohim” (Deus) ???

Como podemos ver no texto, foi o próprio Elohim Deus que considerou Moisés um deus.  Não foi do ponto de vista de  Faraó ou outros, mas o próprio ELOHIM o tornou “poderoso” em ações e palavras, o que fez dele “um deus”.

Devido a posição e poderes a ele delegados por Elohim, Moisés foi considerado um “Deus/deus”.  É bom relembrar que este detalhe de mencionarmos a palavra “Deus” com letras maiúsculas ou minúsculas é irrelevante para a nossa avaliação do ponto de vista filológico visto que em hebraico antigo e grego koine não se fazia diferenciação entre letras maiúsculas ou minúsculas. Portanto, se Moisés foi chamado de “Deus” em hebraico em Êxodo 7:1 isso implicava que ele possuía poderes ao seu dispor que o colocava em posição elevada em relação a seus contemporâneos.

Elohim disse a Moisés neste verso: “Vê, eu te fiz Deus (Elohim: אֱלֹהִים) para Faraó, ao passo que Arão teu irmão te servirá de profeta”   A Tradução New American Standard Bible verteu essa passagem da seguinte maneira:

Vede, eu te faço Deus para Faraó, e teu irmão Arão será teu profeta”  Por receber poder Divino e autoridade de ELOHIM, Moisés foi chamado de “Deus” (hebraico: Elohim).”

Muitos teólogos e apologistas modernos negam a existência de outros chamados “deuses”.   Ou dizem que tais “deuses” só podem ser “deuses falsos” uma vez que a Bíblia diz que existe apenas um “único Deus Verdadeiro”.  Contudo, os primitivos judeus usavam a palavra “Deus” (Hebraico: Elohim ; Grego : THEÓS) para se referirem a  tudo o que possui poder ou exerce poder sobre outros ou alguma criatura com poderes concedidos por ELOHIM.  Os Judeus não viam nisso uma contradição.  Vamos sitar algumas passagens neste estudo que possuem declarações explícitas, onde certos deuses são considerados deuses legítimos devido ao poder concedido pelo Deus Todo Poderoso.

Yahushua ao chamar seu pai de “o Único Deus verdadeiro” não estava  excluindo totalmente outros de serem considerados “deuses” legítimos. Temos que tomar cuidado e evitar formar teologia a partir de uma declaração que não seja globalmente bíblica. Ou seja que não seja baseada em “Toda a Escritura”. Por exemplo, os Fariseus disseram, numa discussão com Cristo, que “temos um só pai, Deus” (João 8:41). Pouco antes haviam falado que  “Nosso pai é Abraão.”(João 8:39). Significa que declarações exclusivas nem sempre são literalmente assim. Se considerarmos as palavras ao pé da letra chegaremos a conclusão de que Abraão era Deus e que Deus era Abraão, visto que os Fariseus chamaram a ambos de “pai”.   E pior ainda, disseram que não tinham nenhum outro pai a não ser Deus. De modo similar, Cristo ao dizer que seu pai é o ” Único Deus Verdadeiro” não estava dizendo que todos os outros eram deuses falsos e sim enfatizando que seu pai é o Deus Supremo em relação a outros que podem ser assim chamados. De fato observe que (1 Coríntions 8:5,6)   afirma que “há muitos deuses”, daí o texto diz: “quer no ceús quer na terra”… Em harmonia com isso o (Salmo 8:5) chama os anjos poderosos de “Deuses” ao usar a palavra hebraica ELOHIM. (Obs.: muitas versões usam a palavra “Deus” ou “deuses”, no hebraico ocorre a palavra ELOHIM, “se alguma versão optou por verter “anjos” ela está parafraseando igual fez a LXX citada pelo Apóstolo Paulo).

Agora ficará mais facil para o Leitor entender as próximas revelações.  Após haver cumprido todas as leis Judaicas, Yahushua estava pronto para colocar em prática o Seu plano Divino de Salvação, que seria revelar aquele povo de forma estratégica a grande mentira. Yahushua escolheu doze homens e começou então seu ministério revelando a Verdade primeiramente a seus discípulos, o próprio Yahushua pregava
também no templo e no monte.  A base principal das pregações de Yahushua tinha a intenção de separar totalmente Ele do deus revelado no Velho Testamento. Então ele pregava a unidade dele com o Deus Pai Verdadeiro e fazia grandes milagres e prodígios para provar ao povo que Ele verdadeiramente era o Filho de Deus, então com muito jeito, Ele começava revelar ao povo judeu e a seus discípulos que, somente Ele, poderia revelar a Deus e que todos que fizeram isto antes dele eram mentirosos e para isso ele afirmou.
Ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Mateus. 11:27)  Neste Texto Yahushua declara uma VERDADE, NINGUEM conhecia o Pai que é YAHUH,  os Judeus conheciam a ULHIM,  mas o Pai verdadeiro YAHUH, só o Filho poderia revelar.

Yahushua revelou isto também a seus discípulos e eles pregavam da mesma forma.
Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. (
1João 4:12)
Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou. (João1:18).

Nestes Textos acima, lemos nas Escrituras Sagradas algumas VERDADES vinda da parte de  Yahushua e de seus próprios Discípulos que NINGUEM, nunca poderia expressar as vontades e desejos do PAI YAHUH porque ninguém o havia conhecido verdadeiramente e somente o Filho, o próprio Yahushua, era quem poderia revelar o Pai, ou seja, o Próprio YAHUH.

Baseados nos textos da Verdade do Evangelho de Yahushua, percebemos que Moises viu alguém que se revelava a ele como Deus e permitiu que ele o visse de costas (Êxodo 33:23),  mesmo que de costas ele viu o suposto deus,  mas Yahushua e seus discípulos declaram juntamente que ninguém jamais viu a Deus,  logo aquele que se apresentava a Moises como Deus era ELOHIM ou um anjo enviado por ele mesmo,  não era o Deus Pai de Yahushua porque a este ninguém jamais viu.

Yahushua e o Pai YAHUH, eram iguaizinhos e Yahushua revela isto em vários textos da Bíblia.  
“Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.  Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras. “ (João 14:10-11)

Verdadeiramente Yahushua ensinava que, Ele e o Pai, desde a eternidade, sempre concordaram e concordam.  Ambos querem salvar, e nunca matar.  Ambos só querem cuidar e nunca oprimir,  Ambos querem absolver e nunca condenar e acusar.  O propósito eterno é o mesmo.  O Amor, a Bondade e a Misericórdia de ambos são eternas e nunca mudou e o Apostolo Paulo confirma tudo isso:   “Porque isto é bom e  agradável diante de Deus, nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da  verdade. Porque há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem” (I Timóteo 2:3-5).   Vejam neste texto que o Apostolo Paulo revela muito bem que o Deus verdadeiro, além de querer que TODOS os homens se salvem, quer também que todos os homens venham conhecer a VERDADE,  esta insistência dos discípulo em dizer que o povo precisava conhecer a verdade é porque eles seguiam uma mentira.

Uma Vez tendo Yahushua se apresentado aos homens, revelado o seu caráter imutável junto com o Pai YAHUH e declarado que NINGUÉM antes dEle, havia conhecido a Deus,  estas declarações já começaram causar um grande desconforto entre os Judeus,  pois os Homens daquela época já haviam lido no Velho Testamento que Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Davi, Salomão e os Profetas haviam conhecido a Deus.  Então Yahushua faz uma Grande Revelação  Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores;” (João 10:8).  Yahushua
declarou que aqueles que vieram dizer aos homens que eram representantes de  Deus, antes dEle não passavam de ladrões e salteadores,  para confirmar esta Verdade de Yahushua precisamos ir direto para o Velho Testamento.  Vamos analisar algumas situações:

Quando Josué cercou Jericó e a destruiu, duas ordens foram dadas pelo deus revelado no Velho Testamento:  O ouro e a prata seriam levados para os tesouros deste suposto deus, mas todo o povo inclusive as crianças deveriam ser assassinadas.  Então vimos aqui que os assassinos do Velho testamento vinham em nome de um deus que dava mais valor ao ouro e a prata do que as vidas humanas (Josué. 6:18 ~21).  Aqui ULHIM o deus revelado no velho testamento estava abençoando os seus homens escolhidos com bênçãos carnais o ouro e a prata a custas de vidas inocentes.

Yahushua revelou neste mesmo capítulo 10 de João, exatamente o que Josué e vários homens que seguiam o deus do velho testamento faziam.   O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” (João 10:10)   Ainda Neste capítulo na intenção de se desvincular totalmente de ULHIM, o deus do velho testamento,  Yahushua revelou a grande diferença entre o PAI verdadeiro que ele representava e o deus citado na lei do velho testamento. 

Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.  Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas.

Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.  Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas. (João 10:11-15)Neste texto o próprio Yahushua nos revelou em forma de parábola uma VERDADE indiscutível, um Pai que ama em verdade, está disposto em qualquer época, em qualquer tempo, em qualquer  situação, em qualquer testamento a dar a vida pelos seus filhos.     Neste texto também Yahushua explica a diferença entre um PAI e o deus mercenário do velho testamento.  Mas a Grande VERDADE neste texto é que  Yahushua junto com o Pai declara que prefere tirar a própria vida do que tirar a vida de outra pessoa.

 

Yahushua na sua missão de dizer que seu Pai e Ele não tem nada a ver com ULHIM o deus do velho testamento, Ele faz provocações entre o povo Judeu perguntando:  “E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?  Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?” (Mt.7:9-11).

Porque o deus do velho testamento fez exatamente isso, quando o povo de Israel comia o pão que vinha do céu, este pão não os alimentava e com fome eles diziam: “Por que nos fizestes subir do Egito, para que morrêssemos neste deserto? Pois, aqui, nem pão nem água há, e nossa alma tem fastio deste pão tão vil. Então, o Senhor, mandou entre o povo serpentes ardentes, que morderam o povo; e morreu muito povo de Israel” (Números 21:5-6).    O povo de Israel pediu pão e receberam serpentes de RUKHA ULHIM e morreram.

O mais incrível sobre este episódio, foi a declaração de Yahushua:   “Na verdade, na verdade vos digo que Moisés não vos deu o pão do céu, mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu” (João 6:32).   Prestem atenção nesta declaração, Yahushua esta dizendo aqui, que o pão que o deus do Velho Testamento enviava para o povo se alimentar não era verdadeiro,  somente o Pai de Yahushua é que dá o pão verdadeiro,  Yahushua jamais diria isso do deus do Velho Testamento se ele fosse realmente seu Pai pois Ele sempre concordou 100% com as ações do Deus Pai YAHUH.

Yahushua orientou todos os seus discípulos a ensinarem o povo Judeu e todas as Nações a não seguirem a Lei de Moises o proprio Apostolo Paulo com o poder do Espirito Santo ensinava todos os Judeus a se afastarem de Moises e dos ensinamentos da Lei em (Atos 21:21),  Ele foi preso por ensinar isso e depois que o prenderam, acusaram Paulo de fazer parte da seita dos Nazarenos (Atos 24:5).   

Yahushua e seus Discípulos foram rejeitados e assassinados por dizerem a verdade e irem contra os princípios e profecias ensinadas no Velho Testamento pois a Lei imputava o pecado no coração do homem e o fruto do pecado é a morte por isto estavam todos mortos ( Romanos 6:23.

O apostolo Paulo nos revela que o Velho Testamento era o Ministério da Morte “E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória, Como não será de maior glória o ministério do Espírito?”   (2 Coríntios 3:7-8

“Ora, o aguilhão da morte, é o pecado, e a força do pecado é a lei” (1 Co.15:56).  Neste texto lemos que, quando estamos debaixo da lei (velho testamento), somos escravos do pecado, porque a força do pecado é a lei,  mais uma prova que a lei representa o pecado

“Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça” (Rm.6:14). Neste texto lemos que, quando estamos debaixo da lei, o pecado tem domínio sobre nós e somente a doutrina de Yahushua Cristo que esta no novo testamento me livra do pecado e da morte.

“Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. Mas, agora, estamos livres da lei, pois morremos para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra” (Rm.7:5-6). Neste texto lemos que as paixões carnais e o pecado vem pela lei e davam frutos para morte,  por isso que o deus do velho testamento permitia Davi a ter 14 mulheres e ainda deu suas mulheres para seu filho depois,  Yahushua porem nos ensinou a ser homem de uma só mulher.

“Porque, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico, (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. Porque aquele de quem estas coisas se dizem pertence a outra tribo, da qual ninguém serviu ao altar. Visto ser manifesto que o nosso Senhor procedeu de Judá, e concernente a essa tribo nunca Moisés falou de sacerdócio” (Hb.7:11-14)  Neste texto lemos que o novo Sacerdote é Yahushua e quando muda se o Sacerdote muda a lei,  a lei do Messias Yahushua é perfeita.

“Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei”. (Romanos 5:13)   Neste texto entendemos que enquanto vigorava a Lei de Moises vigorava também o pecado.

A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele.  (Lucas 16:16)  Neste texto lemos que o Reino do PAI YAHUH só veio após Yahushua,  no velho testamento YAHUH assistia e interagia com revelações por misericórdia de nós mas seu reino ainda não estava entre nós e foi por Amor e compaixão que ele enviou o seu único Filho para nos libertar das mãos do RUKHA ULHIM mais conhecido como ELOHÍM.

Para que YAHUSHUA fosse o Messias que os Judeus esperavam ele tinha que anunciar que era o Rei dos Judeus e sentar no trono de Davi, foi por isso que Satanás veio lhe oferecer todas as Nações deste Mundo e todas as riquezas.  Vamos para as Escrituras sagradas entender toda a Trama de Rukha Ulhím o deus do Velho Testamento, vamos ajudar o Cristão a entender as revelações por trás das escrituras Sagradas.  Vamos bem devagar por etapas para que o leitor entenda bem:

Satanás ofereceu para Yahushua todas as Nações e todas as riquezas e as glorias deste mundo se Yahushua se prostrasse para ele em  (Mateus 4:8-9) “Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.  E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.”

Mas quem foi que deu tudo isso para satanás, se todas as coisas deste mundo são de Rukha Ulhím (Elohím) o deus do Velho Testamento?  Vamos entender, Davi no velho testamento declara que todo o mundo e todas as coisas é de Rukha Ulrím (Elohím) “Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam” (Salmos.24:1).

Rukha Ulrím (Elohím) deu todos os reinos do mundo a Satanás? “Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e os confins da terra por possessão. Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçaras como a um vaso de oleiro.” (Salmos.2:8-9). 

Depois ELOHIM confirma que tudo é realmente dele e declara que Nabucodonosor o agrada e entrega tudo nas mão dele e ameaça a quem não servir a Nabucodonosor com a fome e a peste “Eu fiz a terra, o homem, e os animais que estão sobre a face da terra, pelo meu grande poder, e com o meu braço estendido, e a dou a quem me agrada. E, agora, eu entreguei todas estas terras nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, meu servo; e até os animais do campo lhe dei, para que o sirvam. E todas as nações servirão a ele, até que também venha o tempo da sua própria terra, quando muitas nações e grandes reis se servirão dele. E acontecerá que, se alguma nação ou reino não servirem o mesmo Nabucodonosor, rei da Babilônia, e não puserem o pescoço debaixo do jugo do rei da Babilônia, visitarei com espada, e com fome, e com peste essa nação, diz o Senhor, até que as consumas pelas suas mãos” (Jeremias.27:5-8).

O Profeta Isaias nos revela que Nabucodonosor o rei da babilônia é figura de Satanás: “Então, proferirás este dito contra o rei da Babilônia e dirás: Como cessou o opressor!  A cidade dourada acabou!” (Isaias 14:4).  “Já foi derribada no inferno a tua soberba, com o som dos teus alaúdes; os bichinhos debaixo de ti se estenderão, e os bichos te cobrirão. Como caíste do céu, ó Lúcifer filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei meu trono, e, no monte da congregação me assentarei, da banda dos lados do norte. Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. E, contudo, levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo” (Isaias.14:11-15).  
Nabucodonosor destruiu Jerusalém e o templo de Salomão, e levou em cativeiro o povo de Israel que habitava em Jerusalém e o Sucessor de Nabucodonosor foi seu filho 
Evil-Merodaque,  a palavra Evil significa demônio.

Yahushua, deixou bem claro:  “O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui” (Jo.18:36).  Ao dizer isto, Cristo renuncia ser o Messias segundo a carne profetizado no Velho Testamento; renuncia o trono de Davi; renuncia a carne com as suas tentações, renuncia o sacerdócio levítico. Cristo havia consumado a obra que Ele veio fazer. Ele estava voltando para o Pai. Cristo renunciava a lei e os profetas pois, Lucas disse: “A Lei e os Profetas duraram até João; desde então é anunciado o Reino de Deus, e todo homem emprega forças para entrar nele” (Lc.16:16).

O Reino de YAHUH e de YAHUSHUA não faz parte do Velho Testamento. O Reino, que faz parte deste mundo, é o reino de Rukha Ulrím (Elohím) e este reino verdadeiramente acabou no ano 587 AC, quando Nabucodonosor destruiu a fogo a cidade de Jerusalém e o templo de Salomão, e levou em cativeiro o povo que habitava em Jerusalém.  Até hoje, não foi restaurado o reino de Rukha Ulrím (Elohím).  A única coisa que resta é o Muro das Lamentações e os religiosos judeus que vão lá chorar, porque ainda estão esperando o ‘Mashia Bem Yucef’ (Messias filho de José).

Concluindo Yahushua foi rejeitado por revelar ao povo Judeu que o deus que eles serviam não é o Pai YAHUH que Yahushua veio apresentar e o deus revelado no Velho Testamento não é o mesmo Pai de Yahushua.

Mas as Igrejas e vários lideres espirituais ainda não conseguem ver a verdade e continuam mantendo seus fiéis debaixo da Lei do Velho Testamento mas o Apóstolo Paulo avisa: “Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;” (2 Coríntios 3:14).

Yahushua nos orientou:  “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. (Mateus 28:19-20Yahushua aqui é bem claro e objetivo é somente para ensinar o que ele ensinou nada mais,  somente o Evangelho e o apóstolo Paulo complementa muito bem dizendo: Nunca vá além do que está escrito (1 Coríntios 4:6).

 

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *