A PARABOLA DA CRIAÇÃO

A Criação do mundo como relata as Escrituras Sagradas não é literal e sim uma parábola,  infelizmente os lideres religiosos em seus cursos oferecidos aos seus seguidores não ensinam a verdade escritural.

Vamos estudar de verdade as Escrituras como exatamente esta escrito para que possamos compreender de forma mais real.

A criação começa no verso 3 do livro de Gênesis: “E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E à luz chamou Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã o dia primeiro” (Gênesis.1:3-5). A luz não é material, mas, espiritual; porque o Sol ainda não havia sido criado. Então, a luz é a Palavra de Deus. É a palavra que separa a luz das trevas. A luz é o bem e as trevas são o mal (Jo.3:19).

Segundo dia: “E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez a separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão. E assim foi. E chamou Deus à expansão céus; e foi a tarde e a manhã o dia segundo” (Gênesis.1:6-8). As águas são povos e multidões (Ap.17:15). A separação das águas, é a separação dos homens e dos anjos. Isto está em Gênesis. 6:4. Os gigantes são nefilins, e estes são anjos caídos. Então, a separação das águas se deu no dilúvio.

Terceiro dia: “E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca. E assim foi. E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares. E viu Deus que era bom. E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente esteja nela sobre a terra. E assim foi. E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã o dia terceiro” (Gênesis .1:8-13). Ajuntem-se as águas é a Torre de Babel (Gênesis.11:1-9). Erva é o homem: “Voz que diz: Clama; e alguém disse: Que hei de clamar? Toda a carne é erva, e toda a sua beleza, como as flores do campo. Seca-se a erva, e caem as flores, soprando nelas o hálito de Elohim. Na verdade, o povo é erva”  (Isaias.40:6-7).

“E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para alumiar a terra. E assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para alumiar a terra, e para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã o dia quarto” (Gênesis.1:14-19). O Sol é Cristo, a Lua é a Igreja, as estrelas são os profetas; e o tempo é marcado pelo Sol. Por isso diz a Escritura: Antes de Cristo e Depois de Cristo. Sem sol não há vida material e sem Cristo não há vida espiritual. Por isso diz o apóstolo João: “Nele, estava a vida, e a vida era a luz dos homens” (Jo.1:4). A Igreja é a Lua que reflete a luz de Cristo na Terra. As Estrelas são os profetas que revelam os mistérios do Reino de Deus.

“E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus. E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom. E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra. E foi a tarde e a manhã o dia quinto” (Gênesis: .1:20-23). Os répteis e as grandes baleias que as águas produziram, são nações. Jesus foi engolido por um réptil desses; que é a nação de Israel: “pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra” (Mt.12:40). Os três dias e as três noites são 30 anos de anonimato, e três anos de manifestação e três dias de suplício.

Dia sexto: “E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, réptil, bestas feras da terra conforme a sua espécie. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme à nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou” (Gênesis.1:24-27). Este homem foi só criado no fim. Por isso diz a Biblia: “Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com seus feitos.  E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou” (Cl.3:9-10).

Sétimo dia: Elohim descansou no sétimo dia (Gênesis.2:2). “E por essa causa, os judeus perseguiram a Yahushua e procuravam matá-lo, porque fazia essas coisas no sábado. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também” (Jo.5:16-17). Elohim descansou no sábado há 6.000 anos atrás. Jesus e o Pai estavam trabalhando sem descansar. Portanto, não são a mesma pessoa. Yahushua e o Pai trabalham todos os dias.

A Serpente

Elohim colocou a serpente no jardim do Éden, de maneira que não foi a serpente quem matou Adão e Eva: foi Elohim: “Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que Elohim Deus tinha feito” (Gn.3:1a). E Elohim disse: “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn.3:15). Ferir a cabeça significa mudá-la,  é mudar o comando. A cabeça era Satanás. Ferir o calcanhar significa mexer na doutrina, porque o pé, na Bíblia, é o conhecimento da doutrina em Efésios explica isso: “e calçados os pés na preparação do evangelho da paz” (Ef.6:15). “E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!” (Rm.10:15). “Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo.   Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo” (2 Co.11:2-3).

Antes da conversão, todos nós pertencíamos a Satanás, porque este mundo jaz no maligno: “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo jaz no maligno” (1 Jo.5:19). Moisés pertencia Elohim e depois de morto, continuava pertencendo a Elohim.  Perguntamos, como é que o arcanjo Miguel veio buscar Moisés depois de morto se ele pertencia a Elohim?   Resposta: Todos os mortos pertencem a Satanás: “E, como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo” (Hb.2:14).

Como foi Satanás que matou os dez filhos de Jó, Satanás é a mão de Elohim. E Jó diz: “Compadecei-vos de mim, amigos meus, compadecei-vos de mim, pois a mão de Deus me tocou” (Jó 19:21). Então, Jó disse: “porque a mão de Deus me tocou”. Quando Elohim e Satanás conversavam sobre a provação de Jó, Elohim disse: “Ele está na tua mão”. Quando Elohim disse: “está na tua mão”, a mão de Satanás passou a ser a mão de Elohim, porque o mandante era Elohim. Davi explica o fato: “Por que, pois, desprezaste a palavra de Elohim, fazendo o mal diante de seus olhos? A Urias, o heteu, feriste à espada, e a sua mulher tomaste por tua mulher; e a ele mataste com a espada dos filhos de Amom” (2 Sm.12:9). É o mesmo caso de Elohim e Satanás. Elohim deu a ordem para matar e a mão que matou é a de Satanás que é a mão de Elohim.

No Novo Testamento a mão de Deus Pai era a mão dos apóstolos: “E Deus, pelas mãos de Paulo, fazia maravilhas extraordinárias, de sorte que até lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam” (At.19:11-12). De maneira que, se um cristão faz o mal, ele é a mão de Elohim, porque Elohim é o autor de todos os males: “Tocar-se-á a buzina na cidade, e o povo não estremecerá? Sucederá qualquer mal à cidade, e Elohim não o terá feito?” (Am.3:6). Elohim é o autor da lepra: “Quando tiverdes entrado na terra de Canaã, que vos hei de dar por possessão, e eu enviar a praga da lepra a alguma casa da terra da vossa possessão” (Lv.14:34). Elohim é o autor da peste: “Ou se eu enviar a peste sobre a tal terra…” (Ez.14:19). “Assim diz Elohim: Escolhe para ti: Ou três anos de fome, ou que por três meses te consumas diante de teus adversários, e a espada de teus inimigos te alcance, ou que por três dias a espada de Elohim, isto é, a peste na terra, e o anjo de Elohim destruam todos os termos de Israel; vê, pois, agora que resposta hei de levar a quem me enviou” (1 Cr.21:11-12). “Mandou, pois, Elohim a peste a Israel, e caíram de Israel setenta mil homens” (1 Cr.21:14). Sabem quem incitou Davi a pecar? Foi Elohim, e Davi obedeceu: “E a ira de Elohim se tornou a acender contra Israel, e ele incitou a Davi contra eles, dizendo: Vai, numera a Israel e a Judá” (2 Sm.24:1). O ato de Elohim foi tão baixo que está escrito que foi Satanás quem incitou a Davi: “Então, Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a numerar a Israel” (1 Cr.21:1). Foi Elohim o autor da tragédia e ele matou 70.000 judeus pela peste: “Mandou, pois, Elohim a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens” (1 Cr.21:14). Satanás incitou a Davi porque a obra de Elohim era maligna. João Batista, na prisão, mandou dois discípulos perguntarem para Jesus se era ele o messias de Israel: “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide, e anunciai a João as coisas que ouvis e vedes: Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados e aos pobres é anunciado o evangelho” (Mt.11:4-5).

Só uma coisa ainda não aconteceu: os cegos não abriram os olhos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *