O BEM E O MAL

“Porventura da boca do Altíssimo não sai o mal e o bem?” (Lm.3:38).

Existe uma grande diferença entre o Pai apresentado por Yahushua e o deus do Velho Testamento citado nas escrituras originais como Rukha Ulhim ou Elohim, nas escrituras Hebraicas Elohim jamais prometeu o bem, sem que estivesse acompanhado do mal. O bem é a árvore da vida, e o mal é a árvore da ciência do bem e do mal:
“E plantou Elohim um jardim no Éden, na banda do Oriente; e pôs ali o homem que tinha formado. E Elohim fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida, e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal” (Gn.2:8-9). “E será que, se ouvires a voz de Elohim, teu Deus, tendo o cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu te ordeno hoje, Elohim, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra” (Dt.28:1-14). “Será, porém, que, se não deres ouvido à voz de Elohim, teu Deus, para não cuidares em fazer todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então, sobre ti virão todas estas maldições, e te alcançarão” (Dt.28:15). “Maldito serás tu na cidade e maldito serás no campo. Maldito o teu cesto e a tua amassadeira. Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e a criação das tuas vacas, e os rebanhos das tuas ovelhas. Maldito serás ao entrares e maldito serás ao saíres” (Dt.28:16-19).

A lei, proibindo o mal, torna o mal apreciavel. É por isso que está escrito:  “Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei” (1 Co.15:56).
Disse Yahushua: “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita, as palavras que eu vos disse são espírito e vida” (Jo.6:63).
Disse o apóstolo Paulo: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem” (Rm.7:18).

Na carne só habita o mal: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus” (Gl.5:19 – 21).
“Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra essas coisas não há lei” (Gl.5:22-23).

O Pai representado por Yahushua é o mais puro e simples Amor:  “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás, e, se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se cumpre: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor. E isto digo, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono, porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé. A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Yahushua o Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” (Rm.13:8-14).

A árvore da ciência do bem e do mal não é boa, porque ela mistura o bem com o mal. Então, ela é uma armadilha para matar, porque Eva quando viu a arvore tomou o seu fruto e comeu porque?: “E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela” (Gn.3:6).
Adão e Eva segundo as Escrituras fizeram uma analise antes de comer o fruto e em sua analise viram que o fruto era agradável aos olhos e atraente para dar o entendimento,  logo caíram numa armadilha criada por Elohim e acabaram comendo a morte.  Quem usa o mal com o fim de obter o bem, não discerne o bem do mal, ou, usa o mal para destruir e matar. Vamos dar um exemplo para que o leitor entenda segundo as Escrituras: “Se ele fizer o mal diante dos meus olhos, não dando ouvidos à minha voz, então, me arrependerei do bem que tinha dito lhe faria.  Ora, pois, fala agora aos homens de Judá e aos moradores de Jerusalém, dizendo: Assim diz Elohim: Eis que estou forjando mal contra vós, e projeto um plano contra vós” (Jr.18:10-11). 
Elohim não faz o bem, porque disse que se arrependeria de fazer o bem, e faz o mal porque disse: estou forjando o mal: “O que semear perversidade segará males; e a vara da sua indignação falhará” (Pv.22:8).  “Porque semearam ventos e segarão tormentas” (Os.8:7). Elohim semeou vento quando disse: “Preparai a matança dos filhos, por causa da maldade dos pais” (Is.14:21). Elohim, por essa semeadura, colheu a corrupção de Israel, porque não se pega mosca com vinagre.  Mas, Elohim ainda insiste: “Porque pus o meu rosto contra esta cidade para mal, e não para bem, diz Elohim; na mão do rei da Babilônia se entregará, e ele a queimará a fogo” (Jr.21:10).

Elohim é um deus sem palavra e não cumpre o que fala. Segundo o que está escrito nas Escrituras o messias era Davi: “Uma vez jurei por minha santidade (não mentirei a Davi). A sua descendência durará para sempre, e o seu trono será como o sol perante mim; será estabelecido para sempre como a lua; e a testemunha no céu é fiel” (Sl.89:35-37).   Percebam nas Escrituras que Elohim, elegeu também Ciro, o persa, como messias: “Assim diz Elohim ao ungido, a Ciro, a quem tomo pela sua mão direita, para abater as nações diante de sua face; eu soltarei os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão. Eu irei adiante de ti, e endireitarei os caminhos tortos; quebrarei as portas de bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro. E te darei os tesouros das escuridades, e as riquezas encobertas, para que possas saber que eu sou o Elohim, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome” (Is.45:1-3).   Para quem conhece a historia dos persas sabe que a religião dos persas era o masdeismo, doutrina de Zoroastro, que admitia dois princípios: o do bem, e o do mal, que correspondem a dois deuses, o do bem e o do mal, com poderes iguais.  Elohim não admite outro deus: “Eu sou Elohim, e não há outro; fora de mim não há deus; eu te cingirei ainda que tu me não conheças” (Is.45:5). Os persas adoravam dois deuses: um do bem e outro do mal. Como Elohim pôde eleger Ciro como messias, se ele não aceita outro deus? E se Davi já era o messias?

Elohim se mostra mentiroso:
“Nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa” (Sl.139:12).
“Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, afim de que suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (Jo.3:20-21).

Se a luz é o bem, e as trevas são o mal, e para Elohim a luz e as trevas são a mesma coisa, então, para Elohim o mal e o bem também são a mesma coisa. E assim, para Elohim, Davi e Ciro são a mesma coisa. Ciro entrou na profecia como Messias de Elohim: “No primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, (para que se cumprisse a palavra de Elohim, por boca de Jeremias), despertou Elohim o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo: Assim diz Ciro, rei da Pérsia: Elohim, Deus dos céus, me deu todos os reinos da terra, e ele me encarregou de edificar uma casa em Jerusalém, que é em Judá” (Ed.1:1-2).

Mas o discípulo de Cristo João afirma que o Pai representado por Yahushua não tem cumplicidade nenhuma com as Trevas e Nele não habita trevas nenhuma.

O verdadeiro messias, Yahushua o Cristo, disse:  “Derrubai este templo, e em três dias o levantarei. Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos, foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias? Mas ele falava do templo do seu corpo” (Jo.2:19-21). Para Yahushua, o templo de Salomão não tem valor algum: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1 Co.3:16).
“Ou não sabeis que o nosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (1 Co.6:19-20).

O templo de Elohim o deus do Velho Testamento era de pedra. O templo de Deus Pai apresentado por Yahushua é obra do Espírito Santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *